5 Dicas do que Fazer em um Ataque de Pânico/Ansiedade

Com estas 5 dicas, você vai estar preparado na próxima vez que experimentar os sintomas desesperadores de um ataque de pânico

Ataques de pânico são relatados como um grande desconforto assustador, beirando ao insuportável. Que passa por um acaba por entrar em desespero, sendo preso em medo. Nesta hora crítica, é muito difícil pensar no que se pode ser feito para reduzir os sintomas e se acalmar. Dado isso, é importante que nos preparamos para este momento.

ataque de panico

Reunimos cinco dicas para você se preparar e lidar com um ataque de pânico e ansiedade. Confira abaixo:

1. Aceite e Reconheça

A primeira coisa que deve ser feita é aceitar que você está sujeito a ter ataques pânico. Isso já é meio caminho andado para lidar com os ataques. A segunda coisa que deve ser feita é saber reconhecer um ataque de pânico. E entender quais são os sintomas experimentados neste momento crítico.

2. Eliminar Pensamentos Negativos

Pensamentos Negativos

A dica número dois é tentar afastar os pensamentos negativos. A melhor forma de se fazer isso é tentar ignorá-los completamente. Pense o seguinte: se nada aconteceu com você em outras ocasiões de ataque, não é agora que vai acontecer. É apenas um estado de ansiedade aumentada. Tente simplesmente ignorar todos os pensamentos negativos.

3. Use Mantras Tranquilizadores

É ideal guardar meia dúzia de frases que te tranquilizem na memória. Tais frases vão ser gatilhos para se mudar de mindset e relaxar no momento do desespero. Vamos sugerir algumas frases, mas todo mundo é diferente e cada um vai se adaptar melhor com frases diferentes. Teste e veja quais são as melhores para você. Alguns exemplos:

  • Este é apenas um momento de ansiedade. Não há problema. Estou seguro.
  • Sempre que experimento um ataque de pânico, fico melhor ainda em controlá-lo.
  • É apenas uma reação emocional. Eu consigo passar por isso.

Seja criativo. Você pode, inclusive, escrever tais frases em cartolinas e colar na parede do seu quarto para ter os mantras facilmente visualizáveis no cotidiano.

4. Relaxe

Relaxe

Obviamente, é bem complicado relaxar quando se experimenta um ataque de pânico. Todavia, nada impede você de buscar um estado de relaxamento. E, quando mais perto deste estado você chegar, mais relaxado você vai ficar. Da próxima vez que tiver um ataque, lembre-se de tentar relaxar ao máximo. Quanto mais tensão, pior a situação, pior os sintomas, pior o ataque.

Existem algumas técnicas que podem ser utilizadas para buscar este estado de relaxamento. Confira:

  • Respiração: há pesquisas mostrando que técnicas de respiração podem ter efeito semelhante a o de um anti-depressivo. Você pode conferir algumas sugestões de técnicas em outros artigos aqui do blog;
  • Musicalização: a técnica de musicalização consiste que colocar uma música ambiente relaxante, como um som de marés, um canto de pássaros, a correnteza de um rio, os ruídos de uma floresta, etc. Você encontra vídeos com tais trilhas sonoras facilmente no YouTube;
  • Yoga: exercícios de yoga, a técnica oriental, pode auxiliar no controle da ansiedade e no estímulo de estados de relaxamento. Obviamente, você não vai conseguir praticar yoga no meio de um ataque de pânico. Mas executar a técnica diariamente pode te ajudar até a prevenir tais ataques;

Como cada um é único, há técnicas em que você vai se adaptar melhor. O importante é encontrar a técnica que mais funciona para você.

5. Trate a sua Hiperventilação

Hiperventilação

90% dos sintomas experimentados por um indivíduo que sofre um ataque de pânico advém da hiperventilação. Isso seria uma aceleração na respiração onde ocorre a oxigenação do sangue, gerando sintomas como asfixia, sensação de sufocamento, dormência, etc. Existem técnicas que podem ser utilizadas no controle da hiperventilação. Confira abaixo:

  • Técnica de respiração: respire lentamente e com profundidade. Inspire lentamente e expire lentamente. Explicamos mais detalhes desta técnica em outros artigos do blog;
  • Técnica da Água: essa técnica consiste em jogar um balde de água na cara ou mesmo lançar água no rosto, como se estivesse o lavando. Ela funciona porque o cérebro, ao sentir a água na cara, ativa um estado de sobrevivência, tornando a respiração mais lenta e cadenciada para que o organismo preserve bons níveis de oxigênio no sangue, como uma reação de sobrevivência;

Confira mais técnicas no vídeo abaixo:

Esperamos que este artigo tenha te ajudado. O que você faz para lidar com ataques de pânico? Comente abaixo!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *