Ansiedade e Sensação de Asfixia: Causas e Técnicas para Tratar!

Quais são as causas? Quais os sintomas? Como lidar? Veja técnicas mágicas!

A sensação de asfixia é um sintoma perverso da ansiedade, que pode traumatizar principalmente quem o experimenta pela primeira vez. Neste guia, você vai entender de onde essa sensação surgem, quais as suas causas e ainda aprender técnicas para lidar com ela.

sensação de asfixia

Os relatos deste sintoma costumam ser comuns:

  • Sinto que está faltando ar“;
  • Não consigo respirar, parece que estou em um rio me afogando“;
  • Parece que não há mais oxigênio e sinto dormência pelo o meu corpo“;
  • É uma sensação assustadora“.

Se você se identificou com alguma dessas frases, você já deve ter passado por momentos terríveis em que a ansiedade gera sintomas de asfixia. Porém, já sabe que essa sensação é apenas uma sensação e você não vai morrer por uma sensação.

O que causa?

ataque de panico

Os sintomas vem da hiperventilação, uma respiração acelerada e de baixa cadência, que surgem em momentos em que o indivíduo experimenta um ataque de pânico ou passar por uma ansiedade intensa.

O organismo exige com que tenhamos níveis adequados de oxigênio e dióxido de carbono no sangue para que os órgãos funcionem corretamente. Nós inalamos oxigênio através da respiração e expiramos dióxido de carbono. Em momentos de ansiedade ou ataques de pânico, costumamos respirar mais rápido. E a respiração rápida causa baixos níveis de dióxido de carbono no sangue, o que gera os sintomas da hiperventilação, como a sensação de asfixia.

Sintomas de Hiperventilação

Boa parte dos sintomas da ansiedade intensa são advindos da hiperventilação, que nada mais é do que um jeito errado de respirar. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Dormência no corpo;
  • Tonturas;
  • Vertigem;
  • Confusão;
  • Dores no peito;
  • Secura bucal;
  • Dormência no corpo;
  • Dificuldade de respirar;
  • Palpitações;
  • Fraqueza;
  • Insônia.

O indivíduo muito ansioso já deve ter passado por alguns dos sintomas acima descritos. Todos eles são frutos da hiperventilação, um excesso de oxigênio por conta de uma respiração rápida.

O que fazer? Técnicas!

Agora vem a parte prática do nosso artigo, onde vamos ensinar como lidar com o sintoma de asfixia e outros sintomas da ansiedade. A melhor forma de lidar com a hiperventilação é aumentar os níveis de dióxido de carbono no sangue, o que vai aliviar ou até mesmo eliminar a maioria dos sintomas. Confira abaixo algumas técnicas de realizar isso.

Técnica do saco de papel

Eis uma técnica muito antiga, utilizada em casos de ansiedade crônica e intensa. Ela é muito simples de ser aplicada e pode ser feita em apenas dois passos:

  1. Pegue um saco de papel, desses de mercado, onde guardamos pães. Cubra a boca e o nariz com o saco e respire dentro do saco;
  2. Respire lentamente no saco por pelo menos umas 10 vezes.

Esta técnica vai fazer com que você respire mais dióxido de carbono, tornando os níveis dela mais altos no seu sangue, evitando a oxigenação. Não é necessário utilizá-la por muito tempo dado que a ideia é apenas estabilizar os níveis de dióxido de carbono. Eis uma técnica muito eficiente. Teste e comprove.

Técnica de Respiração

Esta técnica tem duas funções:

  1. Lidar com o sintoma de asfixia durante uma hiperventilação;
  2. Reeducar o organismo para respirar corretamente.

Dado isso, ela não deve ser aplicada somente para remediar uma crise, como deve ser uma prática cotidiana para uma reeducação da má respiração. Ela é uma forma de controlar a cadência em que você respira e expira. Para aplicá-la, basta seguir as instruções da imagem abaixo:

gif respirar ansiedade

Outra dica é pedir para um amigo ou membro da família ajudar no processo de relaxamento durante a sua respiração. Palavras como “você está indo muito bem“, “você esta passando só por sintomas ilusórios, está tudo bem“, “você não vai morrer, relaxa” podem ajudar muito na hora do desespero.

Você tem alguma dúvida a respeito das técnicas apresentadas aqui? Deixe um comentário abaixo!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *